“Invasor Abstracto” é um programa de exposições e performances de um coletivo cujo trabalho artístico tem operado sobre a noção de Território, nas implicações estéticas e políticas que este pode ter na construção das comunidades temporárias que promove, ou naquelas onde se insere. Os seus projetos, de cariz experimental, procuram explorar práticas artísticas em articulação com um pensamento crítico que contemple a especificidade dos contextos e territórios nos quais se inserem.

Em paralelo com o apoio à circulação dos seus membros e dos seus projetos artísticos e de investigação, o OSSO tem uma nova casa na aldeia de São Gregório, no concelho de Caldas da Rainha, onde criou um espaço de residências artísticas. Aqui estabeleceu o centro de desenvolvimento criativo dos seus projectos e promove um conjunto de actividades focadas na relação entre os artistas e comunidade local.