SPECTRUM: Instalação sonora
Um objecto com pulso generativo de recolha e fragmentação sonora.
Desafiando as relações de escuta dos actuais paradigmas da rádio que se encontram entre os meios do FM e da web, Spectrum procura dar continuidade às experimentações com rádio de John Cage, Maryanne Amacher e Max Neuhaus, através do desenvolvimento de uma instalação sonora com um conjunto de Rádios FM distribuídos pelo espaço de exposição, cada um com sistema robotizado de sintonização. A instalação apresenta-se como um coro de rádios, cujas “vozes” dependem da interacção entre a recepção das emissões em FM que estiverem “no ar”. Um projecto que explora o modelo de instalação como um ecossistema vivo.
Peça para 6 rádios, com motores de passo controlados por microprocessadores.

[raspberry pi | rádio | puredata | pyton]

Nuno Torres: concepção e direcção
Maurício Martins: consultor de hardware
Ricardo Tocha: design de objecto
Vasco Pita: programador de software

Apresentação da peça no âmbito do projecto INVASOR ABSTRACTO#2, na galeria municipal de Montemor-o-Novo, de 30 Outubro a 13 de Novembro 2020.